quarta-feira, 22 de julho de 2009

A melhor que alguém poderia ter

Desde que nos conhecemos, eu sabia que era ela.
Em quem eu poderia confiar meus segredos.
A pessoa que eu poderia contar sempre, faça sol ou chuva.
A pessoa que iria ouvir a maior burrada que eu fiz na vida e ainda assim não me julgar ou brigar comigo, mas sim aconselhar.
Com quem eu ainda iria dividir muitos momentos, gargalhadas com ou até mesmo sem graça.
Com quem eu iria assistir 724618748 filmes sem cansar.
A pessoa que por mais que o tempo passasse, nada iria mudar ou apagar qualquer lembrança. Passem 5, 10, 15 ou 30 anos. Sempre me lembrarei dela.
Me lembrarei que quando zuavam com a cara dela, eu era a primeira a defender. Que quando os pais dela brigavam e ela ficava triste, eu conversava e a acalmava. Que quando eu tinha meus surtos, ela ficava comigo até passar e às vezes até acabava dormindo aqui em casa. Vou me lembrar da primeira (e tomara que seja a única e última) vez que fui a um aniversário errado, foi com ela e eu nunca vou me esquecer. Que quando brigávamos, nunca nos aguentávamos e íamos uma a outra correndo para pedir desculpas. Enfim, atualmente estamos distantes, mas nada muda, nada vai em vão, nada se esquece, nada se apaga, tudo se transforma. E sei que pra melhor. Nossa amizade só vai crescer a cada dia mais e mais, mesmo que não estejamos juntas, e daí? Eu aqui e ela lá ainda temos esse sentimento lindo e verdadeiro dentro de nós que a cada dia floresce, cresce, se transforma e nunca se vai, a amizade verdadeira.


Para o PostIt "Edição Especial Dia do Amigo".

2 comentários:

Natália disse...

Lembrar dos momentos e recordar vendo fotos é o que há de melhor a se fazer nesse momento. abraço

Marina Melow disse...

Alexsia..tem selos pra você lá no blog!

beijos