quinta-feira, 4 de junho de 2009

Relacionamentos - Parte 2 + ontem

Continuando com meus resumos de antigos relacionamentos, este considero como meu primeiro namorado de verdade mesmo, que me fez sentir especial, que me deixava com o coração acelerado e minhas mãos suadas sempre que chegava perto de mim.




"Tudo começou numa academia. Não, eu não malhava. Apenas estava conversando com duas amigas minha em frente a academia, e com uma olhadinha básica, vi que estava observando e sendo observada. Esqueci este fato e continuei na conversa com minhas amigas, quando de repente o meu observador (rs) sai da academia e entra na nossa conversa. Descobri que a minha amiga C. era amiga dele (: E foi assim que nos conhecemos. Depois disso matamos aula juntos, ele me buscava todos os dias no colégio, enrolei ele durante uma semana (eta, mulher difícil) e depois ficamos e no mesmo dia começamos a namorar. Vocês vão rir ao ler disso, mas eu sentia como se ele fosse a minha metade. Quando estava ao lado dele é como se não faltasse mais nada pra mim, nada que pudesse me fazer sentir melhor além da companhia dele. Como todo recém-casal, também éramos bobinhos, fizemos milhares de planos e promessas que não se realizaram. E como foi o término ? Num dia infeliz, liguei para ele, papo vai, papo vem e ele me pediu um tempo, na cara de pau ainda me disse que no futuro iria me procurar porque ele sabia que eu era a mulher da vida dele, rs. Então proposta de tempo aceita, afinal não tinhamos muito tempo mesmo para ficar juntos. Ele trabalhava de manhã, estudava a tarde e todos os dias fazia cursinho a noite. E eu sentia que nosso namoro estava atrapalhando ele nos estudos, e fora que ele andava matando cursinho direto. Depois que demos o "tempo" nos encontramos, claro que ficamos, no momento tudo era tão mágico, mas depois que chegava em casa, tudo voltava ao normal, eu sabia que não tinha mais ele comigo e ele consegue fazer uma confusão com as coisas, nunca sabe o que quer... Em meio a tantas dúvidas, quem desistiu dessa vez fui eu. Desisti de ter que ouvir promessas falsas, de atender telefonemas interessados pela madrugada e depois que o dia amanhecia o interesse simplesmente tinha sumido, ele sempre não sabia mais o que queria. Durante muito tempo eu o amei mesmo que fosse em silêncio, eu tinha esperanças pela gente, meu sonho era um dia ele me ligar e dizer que se arrependeu do que tinha me dito, que não sabia a burrada que estava fazendo e que independente do tempo que tínhamos para ficar juntos, tínhamos mais que aproveitar. Mas como nada disso aconteceu, desencanei, respirei fundo, ergui novamente a minha cabeça, dei de ombros e segui em frente."



E ontem *-*. Sim ganhei o buquê, minha previsão estava correta. Assim que começou a aula de português, lá pelas 9:00, me chamam na minha sala, me encaminham até a secretaria e chegando, lá estavam elas ... vermelhas, cheirosas, viçosas e especialmente para mim. E o entregador disse : - Você é a Aléxsia Ribeiro ?
Respondi que sim, e ele : - Pra você.
Gente me derreti com o cartãozinho que estava escrito assim : "Isso é pra demonstrar um pouco do que eu te amo. Se você tinha dúvida disso, não precisa ter porque você é tudo que eu tenho. Com muito amor, Sérgio."
Oooooown *-* fofo não acham ?
E como no momento em que recebi, meu namorado estava pro exército ele mandou uma msg assim pro meu celular : "Vc pode ter certeza q isso não é nem 1% do quanto eu te amo! Não vejo a hora de ta aí do seu lado! Te amo meu amorzinho !!!"


P.S.: Dá pra acreditar que QUASE chorei escrevendo isso, e depois de ler percebi o tanto que estou melosa, romântica e cafona.
P.P.S.: Essa é a minha história mais bonita de namoro.
P.P.P.S.: Nunca mais prometo postar fotos de algo aqui, não antes de eu dar um jeito na minha câmera, ela simplesmente liga quando quer. (Eu ia colocar uma foto do meu buquê aqui)

9 comentários:

Natália disse...

Pessoas indecisas temos que dispensar mesmo.

Deve ter sido linda a cena de você recebendo o buquê. aaah o amor.
Cafona não acho, apenas mais romantica!

beijinhos...

Pensando em ti - Paulinho moska.

Victória disse...

eu também não gosto de falar em finais em geral, mas...

nossa, seu namorado é super fofo *---*', pelo menos você não vai passar o dia dos namorados sozinha, (feito eu) mas tudo bem...

beiijos. :*

Dressa Ferreira disse...

Que lindo!!!!Que romântico rs
Sou uma babona com essas coisas kk

Beijos

Patrícia disse...

E se eu disser que fiquei emocionada lendo também? hahaha, somos tão bobinhas... =)

E a história passada terminou bem. Bem pra vc que tá toda linda e com alguém que te valoriza! Sou sua fã!

Leila disse...

Eu ia dizer que você ainda gostava do cara da história, mas poxa, o Sérgio é o cara! :}
adoro buques! adoro o Sérgio, odeio pessoas indecisas e principalmente: TEMPOS POR TELEFONE! ¬¬

Dafne disse...

Acho que todas nós temos histórias de amor para contar, e elas sempre vão nos emocionar e nos deixar melosas!
Adorei a primeira, que conta do início ao fim... e a segunda, que mostra que o fim da outra valeu a pena! ♥

Quando eu estava no colégio lembro que várias meninas recebiam flores... eu morria de inveja! Pq diabos o meu namorado não tinha essa idéia?
HUahUhauHUAHUAHUhauHuahUHA
Mas eu o amo mesmo assim, pq o que importa não são as idéias criativas e sim o sentimento verdadeiro!
Beijos

Sofia disse...

Passei pra avisar que tem postagem nova lá no blog. http://pirulito-no-palito.blogspot.com/
:**

Thali Launé disse...

On que fofo, lindo, romantico, que tudoo!

Bruxa das Letras disse...

Não volto mais no seu blog quando tiver de TPM,senão eu choro.rs!
muito lindo!que vcs dois sejam muito felizes!